GEPE - Grupos de Entreajuda na Procura de Emprego

  • Registe-se!
    *
    *
    *
    *
    *
    Fields marked with an asterisk (*) are required.

IPAVpromotor60 02Câmara Municipal de Lisboa

150 perguntas e respostas para entrevistas de emprego
14. Perguntas para empregos na área dos RH ou GESTÃO DE PESSOAS
  • 110. Como é que se preparou para esta entrevista?

    O melhor é dizeres que te preparaste mais ou menos. Se te dizes que te preparaste mal não dá boa impressão. Se dizes que te preparaste bem podes vir a ser "apanhado em falso" com as perguntas mais exigentes. Se o teu formulário de candidatura e/ou CV estiverem incompletos justifica-te mas sem entrares em grandes pormenores. O entrevistador irá procurar evidências da tua preparação para a entrevista: que pesquisaste sobre a empresa e as funções pretendidas, que preparaste respostas para as perguntas mais óbvias, que preparaste perguntas para fazeres ao entrevistador e que releste o teu CV e formulário de candidatura.

    Visitas: 4790
  • 111. O que é que o atrai na Gestão de RH?

    Não fales de "ajudar as pessoas" ou "trabalhar com pessoas" – equívocos e clichés comuns sobre empregos na área de RH. "Ajudar pessoas" pode ser parte do trabalho mas não será pago para ser um assistente social e podes mesmo ter de desempenhar tarefas que em nada ajudam as pessoas, como por exemplo dispensá-las! Muitos empregos envolvem "trabalhar com pessoas" – os recursos humanos não são a única área, e podem envolver muito trabalho administrativo. O próprio termo "Recursos Humanos" reflecte que para a maioria das empresas as pessoas são geridas como um tipo de recursos – como o dinheiro, os produtos, etc. Mesmo que muitas organizações afirmem coisas como: "as pessoas são o nosso recurso mais importante"; infelizmente as pessoas são geridas na medida em que tragam benefícios à organização! As respostas a esta pergunta devem entender que fizeste a tua pesquisa e sabes o que acontece nos departamentos de RH das empresas, por exemplo: negociações colectivas, contratação, formação, progressão de carreiras, assuntos salariais, etc.

    Visitas: 4827
  • 112. Recebemos centenas de candidaturas para esta área – porque é que o deveríamos escolhera a si?

    A gestão de RH é, em geral, uma área difícil de entrar e por isso tens mesmo de mostrar ao entrevistador que tens competências chave, tais como organização, comunicação, conhecimentos de informática, etc.

    Podes também mostrar uma atitude pró-activa – de que compreendes que as pessoas daquela empresa podem ser recursos diferenciadores importantes – por exemplo apostando mais na formação do pessoal. Deves também declarar abertamente que queres aquele emprego e que estás disposto a entregar-te todo a ele! Entusiasmo e compromisso são factores muito importantes no trabalho. Se os conseguires demonstrar durante a entrevista irás certamente marcar a diferença dos candidatos que o não façam. Também podes aqui trazer à tona de água experiências de trabalhos em que tivesses de lidar com formação, recrutamento, demissões ou promoções.

    Visitas: 4785
  • 113. Qual é a relevância da sua formação académica para este emprego?

    Se tens um curso de gestão ou mesmo de gestão de recursos humanos, a resposta é simples. Outros cursos como psicologia ou sociologia, podem ter te dado conhecimentos sobre o comportamento humano e organizacional mas precisarás de mostrar interesse na área da gestão. Qualquer que seja o curso que tenhas tirado é importante realçares competências transversais como a comunicação verbal e escrita, capacidade de análise, pesquisa, planeamento e organização em projectos que tenhas desenvolvido, seminários, etc. O próprio facto de teres estudado bastante a nível superior pode sugerir que virás a ser um bom empregado disposto a trabalhar no duro.

    Visitas: 3091
  • 114. Fale-me da sua experiência profissional?

    Embora a resposta ideal seja incluir experiências de trabalho remuneradas e não remuneradas num departamento de RH, podes incluir na resposta outros trabalhos com relevância. Tenta antes da entrevista falar com algum gestor de RH, onde ficarás a conhecer detalhes que te irão diferenciar de outros candidatos.

    A grande maioria das experiências de trabalho que tiveres pode dar-te uma visão mais ou menos clara dos aspectos que tornam uma força de trabalho feliz e eficaz. Como paquete de uma fábrica, por exemplo, compreenderás o que mais motiva os trabalhadores mais mal pagos... Relembrar também a tua experiência de Recursos Humanos também pode ser útil. Pode ser útil dar exemplos de experiências em:

    • Entrevistas

    • Candidaturas

    • Contacto com Empresas de Recrutamento e Selecção

    • Cursos de Formação

    • Avaliações de desempenho

    • Promoções e progressões de carreira.

    Visitas: 3523
  • 115. Como acha que nos podemos tornar mais eficazes?

    Esta é uma pergunta que testa se te preparaste ou não para a entrevista e se és capaz de pensar pela tua própria cabeça. Também tenta ver se és capaz de fazer a ligação entre o trabalho dos RH e a eficácia da força de trabalho. Aqui farão a diferença os conhecimentos que tiveres de Gestão de Pessoas: formação, prémios, avaliações, gestão da mudança, etc. Não se espera que resolvas actuais problemas particulares da empresa e não há propriamente respostas certas. O entrevistador quer que apresentes um leque diverso de aspectos da eficácia nas organizações e que identifiques áreas típicas como por exemplo a ineficácia do recrutamento e formas de abordar esse problema.

    Visitas: 3276
  • 116. O que acha do papel dos sindicatos?

    Aqui o entrevistador não quer saber as tuas posições ideológicas e políticas mas antes se consegues ter uma perspectiva equilibrada sobre a questão sindical. Também podes demonstrar aqui os teus conhecimentos, por exemplo sublinhando formas dos sindicatos apoiarem a gestão das empresas, ou de darem voz às preocupações dos empregados ou ainda de bloquear as decisões da gestão. Considera também qual é o nível de representação sindical na empresa em causa e problemas recentes que tenham tido recentemente. Esta pergunta pode ser complementada com outras como:

    • Qual é a sua opinião em relação a compensações de acordo com os resultados?

    • O que é que motiva uma força de trabalho?

    • É viável trabalhar em RH e fazer parte de um sindicato?

    • Será que todos os empregados deveriam fazer parte de um sindicato?

    • Os sindicatos deveriam ser consultados quando se recrutam gestores para a empresa?

    Visitas: 2602
  • 117. Imagine que o seu chefe decidiu que já não consegue ter empregados com o nível de licenciatura como você. Como é que o iria tentar convencer do contrário?

    Esta é a típica pergunta feita para mostrares se sabes ou não improvisar pois é impossível à partida ter uma resposta preparada. Este tipo de perguntas não tem uma resposta certa. Tenta simplesmente apontar alguns argumentos lógicos e positivos. Tenta perceber as razões que possam ter influenciado o teu chefe a tomar esta decisão e tenta afrontá-las. Compara o custo de formação interna na empresa com o recrutamento de pessoal à partida mais qualificado. Usa sempre argumentos lógicos e claros. Seguem-se algumas perguntas mais ou menos similares que têm sido feitas em entrevistas:

    • O que pensa da nossa política de contratação de pessoal qualificado?

    • Quais são as forças e fraquezas da nossa organização?

    • O seu chefe precisa de despedir dez pessoas. Como deve ele escolher essas dez?

    • Se fosse um gestor, o que faria se houvessem queixas frequentes da forma como os seus empregados lidavam com os clientes?

    Visitas: 2546
  • 118. Descreva uma situação em que esteve em conflito com outras pessoas. Como lidou com esse conflito?

    Nesta pergunta o entrevistador quer saber se tens a assertividade e a capacidade de negociação e de gestão de conflitos. Esta pergunta pode ser formulada de vários modos: "Dê exemplos de situações em que... motivou pessoas/superou um problema/desafiou um procedimento estabelecido/iniciou algo novo/teve de mudar rapidamente de planos". Para dares uma resposta bem estruturada, realça a SITUAÇÃO em si, a ACÇÃO que tomaste e os RESULTADOS que obtiveste. É bom preparares antes da entrevista exemplos de conflitos bem superados em ambientes diversos: escola, universidade, desporto, viagens e outros empregos. A diplomacia é importante porque muitas vezes podes estar numa situação em que tens capacidade/possibilidade de influenciar/aconselhar mas muito pouco poder sobre a pessoa com quem estás a falar, e por isso terás de ser subtil e persuasivo para conseguir afirmar a tua ideia. Podes inclusive admitir que criaste conflitos por falta de tacto ou incompreensão, desde que os tenhas conseguido ultrapassar e aprendido com eles.

    Visitas: 3745